Bem-vindo! Terça, 22/08/2017.
Agora na TV / / + programas
Busca
Tempo em SC

Empregos

COLUNISTAS

Ver todos
26/04/2017

Empregos

Quase 20% dos trabalhadores são contratados por intermediários

Quase 20% dos trabalhadores são contratados por intermediários Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil
Por Agência Brasil

Os empregados contratados por intermediários no Brasil somam 9,8 milhões de pessoas, o que representa 18,9% do total de 51,7 milhões de empregados no país. Na atividade agrícola são 187 mil pessoas, o que corresponde a 5,1% do total. Já na área não agrícola, são 9,6 milhões, ou 20% dos empregados. A contratação intermediária é utilizada para trabalho temporário.

Os dados estão no suplemento Aspectos das Relações de Trabalho e Sindicalização, que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, divulgado hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento foi feito em parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência Social e com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e considera empregados no setor privado e trabalhadores domésticos.

As regiões Norte, com 22,7%, e Nordeste, com 22,4%, apresentam os maiores índices de contrato via intermediário. A Região Sul tem o menor índice, de 16,6%. A contratação indireta é maior entre os trabalhadores que recebem de meio a um salário mínimo, grupo em que 20% têm esse tipo de relação de trabalho. A atividade com maior percentual de terceirização é a construção, com 28,3%, seguida pelos serviços, com 20,6%. Enquanto entre as pessoas brancas a contratação indireta é de 18,1%, entre pretas e pardas chega a 19,6%.

Nas atividades não agrícolas, 30,4% das pessoas contratadas com intermediários são via empresa locadora de mão de obra e 64,7% por pessoa intermediária. No setor agrícola, as empresas foram citadas por 41,1% das pessoas, "gato" ou empreiteiro por 46,3% e cooperativas, por 6,9%.

Satisfação

A grande maioria se diz satisfeito com as condições de trabalho, indicador que chega a 70,7% do total de empregados. Do total, 6,2% se disse muito satisfeito e 5,5% insatisfeito, o que corresponde a 2,84 milhões de pessoas. Nesse quesito da pesquisa, o perfil do empregado satisfeito com o trabalho é o de homem, branco, com 50 anos ou mais, curso superior completo que recebe cinco ou mais salários mínimos.

Considerando a faixa de rendimento, o índice de satisfação vai de 60,5% entre quem ganha até um quarto de um salário mínimo a 90% para quem ganha mais de cinco. Do total, 6,2% disseram trabalhar mais horas do que o acertado previamente e 4,3% disseram receber menos do que o combinado. 









Últimas Notícias

Empregos

Santa Catarina registra, mais uma vez, a menor taxa de desemprego do país

Empregos

Secretaria de Estado da Educação abre inscrições para concurso público com mil vagas

Empregos

Geração de emprego em julho tem saldo positivo em Santa Catarina