Bem-vindo! Sexta, 18/08/2017.
Agora na TV 11:00h JOGO ABERTO / 12:30h MEIO-DIA CATARINA / + programas
Busca
Tempo em SC

Esportes

COLUNISTAS

Ver todos
15/02/2017

Esportes

SC abre circuito brasileiro de patins street com lendas da modalidade

SC abre circuito brasileiro de patins street com lendas da modalidade Foto: Jhoni Imperator
Por Assessoria de imprensa

Os principais patinadores do país participam neste sábado (18), em São José, na Grande Florianópolis, da abertura do circuito brasileiro de patins street, modalidade que consiste em manobras como aéreos e saltos mortais.

A disputa será na pista da Avenida Beira Mar, a partir das 13h, com entrada gratuita.

A prova reunirá atletas como o paranaense Carlos Pianowsky, considerado uma lenda do patins street mundial, com vitórias nos X-Games. Seu nome é tão relevante à modalidade que batiza patins de fabricante internacional, uma honraria na patinação.

Participam ainda patinadores como os paulistas Felipe Zambardino, que também já representou o Brasil nos X-Games, e Danilo Senna, garoto de 12 anos que compete entre os profissionais por dominar manobras feitas por poucos atletas no mundo, como o 1260º (três giros e meio no ar durante o salto).

Santa Catarina terá representantes em todas as categorias do circuito. No profissional, Bruno Canali e Fernando Pitoko, de Florianópolis, são os dois principais nomes do Estado.

Em 2016, Canali ficou em segundo lugar na etapa São José e terminou o nacional em terceiro lugar na classificação geral. Ele não competirá na abertura do torneio porque aceitou o desafio de narrar a prova. Pitoko foi o terceiro na etapa São José.

Categoria

A novidade deste ano do Patins Street Brasil é a inclusão da categoria old school, para atletas com mais de 30 anos de idade. Muitos deles foram os primeiros praticantes da modalidade no país.

O circuito também terá as categorias estreante, iniciante, amador, feminino e profissional.

A disputa será no sistema jam session. Os patinadores entram na pista em grupos e têm quatro voltas de 30 segundos para as manobras. Ao fim desse tempo, ou em caso de queda, entra o próximo atleta.

Os competidores são avaliados por três árbitros, que analisam pontos como dificuldade e consistência da manobra, postura e aproveitamento de pista. Vence quem conquistar as maiores notas.

Depois de São José, o circuito percorrerá cidades de 12 Estados: Recife (PE), Mossoró (RN), Anápolis (GO), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Belém (PA), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Campinas (SP), São Luis (MA), Maceió (AL) e Fortaleza (CE). O calendário terminará em dezembro.

Modalidade

O patins street consiste em manobras de pista, como aéreos, e desafios urbanos, como descidas de corrimão.

A modalidade é praticada no país desde os anos 1990, com a popularização dos patins in line e a fabricação de modelos próprios ao esporte (eles têm rodas menores, bases alargadas para deslizar em quinas e botas mais reforçadas por causa do impacto das manobras).
Em Santa Catarina, que desponta no país como novo polo de esp
ortes radicais e urbanos, o street tem crescido e se estruturado, diz o patinador Diego Rachadel, diretor da modalidade street na Federação Catarinense de Hóquei e Patinação. “Temos feito mais eventos e formado mais atletas.”

Além do street, a patinação de competição tem as modalidades vertical (disputada na pista com formato de “U”), slalom (desvio de obstáculos), velocidade (provas de até 42 km) e artística (predomina o uso do patins “quadrado”). Há ainda dois estilos recreativos: urban (desafios na cidade) e fitnnes (passeio). 









Últimas Notícias

Esportes

Tem início em Mafra a etapa estadual dos Jesc e Parajesc

Esportes

Colombo participa do lançamento dos Jogos Abertos de Santa Catarina

Esportes

Chapecoense ganha vaga na Sul-Americana nos pênaltis