Bem-vindo! Terça, 22/08/2017.
Agora na TV / / + programas
Busca
Tempo em SC

Geral

COLUNISTAS

Ver todos
11/04/2017

Geral

'Floripa Legal' apreende mais de 13 mil produtos em três meses

'Floripa Legal' apreende mais de 13 mil produtos em três meses Foto: Rubens Cardiga Alves
Por Assessoria de imprensa

A Operação Floripa Legal mudou a rotina da cidade com os calçadões livres e sem ambulantes ilegais pelas ruas, a partir da presença da Guarda Municipal no Centro Histórico e nos principais balneários. Viaturas e motos da corporação estão em pontos estratégicos e fazem rondas constantes nas vias públicas, juntamente com fiscais da Superintendência de Serviços Públicos (SUSP), para combater o comércio ilegal, fiscalizar e apreender mercadorias em locais irregulares ou sem permissão e procedência.

De acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira (10) pela Prefeitura de Florianópolis, mais de 13 mil produtos foram apreendidos desde o início da Operação, há três meses. No topo da lista das mercadorias aparecem peças de roupas, como bermudas, camisas e roupas de praia. Os ambulantes ilegais também vendiam bolsas, perfumes, relógios, bijuterias e calçados. Só de alimentos e bebidas, foram cerca de duas mil apreensões feitas pelos fiscais.

A abordagem dos agentes da Guarda Municipal e dos fiscais da SUSP aos ambulantes tem sido feita não somente nas ruas, como também dentro dos terminais de ônibus, camelôs, praças e áreas comerciais. Segundo a secretária de Segurança Pública, Maryanne Mattos, o objetivo é retomar a ordem pública e a legalidade no município. “A questão não é o confronto com os ambulantes, mas sim a fiscalização e a proibição da venda ilegal, dos ambulantes sem alvarás. As pessoas mesmo nos procuram e denunciam”, acrescenta.

A ação, que é realizada em conjunto com Polícias Militar e Civil, CECOP, PROCON e CDL, deve intensificar nos próximos meses para outras regiões da cidade.


Lista de produtos apreendidos:
Peças de roupa (bermudas, camisas, casacos, jaquetas, de praia)
Bolsas, chapéus, cintos, óculos, relógios, viseiras e bijuterias
Alimentos (churros, queijo coalho, abacaxis, morangos, milhos)
Tapetes, toalhas, panos de louça, flanelas, mantas e redes
Calçados (pares de tênis, de sandálias)
Cadeiras de praia e guarda-sóis
Perfumes
Capas de celular e pau de selfie
Garrafas de bebidas alcoólicas
Carrinhos (coquetel, milho, choripan, sorvete) e churrasqueiras 









Últimas Notícias

Geral

Defesa Civil de Santa Catarina faz teste com radar meteorológico móvel em Florianópolis

Geral

Casan usa tecnologia limpa em obra de esgoto para proteger Aquífero dos Ingleses

Geral

Cerca de 200 agricultores sem terra continuam acampados na sede do Incra, em São José