Bem-vindo! Sexta, 18/08/2017.
Agora na TV 11:00h JOGO ABERTO / 12:30h MEIO-DIA CATARINA / + programas
Busca
Tempo em SC

Geral

COLUNISTAS

Ver todos
15/05/2017

Geral

Sul coreanos visitam frigoríficos de Santa Catarina

Sul coreanos visitam frigoríficos de Santa Catarina Imagem: Cidasc
Por Secom

A partir desta terça-feira, 16, técnicos da Coreia do Sul irão inspecionar unidades produtoras de carne suína em Santa Catarina. As visitas de inspeção estrangeiras marcam a última fase do processo de abertura do mercado sul coreano antes da exportação de carne suína catarinense para o país asiático.

Os sul coreanos visitarão frigoríficos e unidades de processamento de carne suína da Pamplona Alimentos, em Presidente Getúlio, na terça-feira; da BRF, em Campos Novos, na quarta-feira, 17; da Cooperativa Central Aurora Alimentos, em Chapecó, na quinta-feira, 18; e da Seara Alimentos; em Seara, na sexta-feira, 19. Segundo o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, a expectativa do Governo do Estado é muito positiva em relação às inspeções. “Estamos muito otimistas de que as unidades visitadas receberão a maior nota”, prevê Vimond.

O secretário Virmond acredita que o processo de abertura do mercado sul coreano seja concluído nos próximos meses com início das exportações ainda no segundo semestre deste ano. A Coreia do Sul é o quarto maior exportador de carne suína do mundo. “Isso pode representar um acréscimo de até 30% no volume de exportação de carne suína e derivados de Santa Catarina e, sem dúvida nenhuma, terá reflexos muito positivos em toda a cadeia produtiva catarinense”, prevê Virmond.

O status sanitário é o diferencial de Santa Catarina, de acordo com o secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa. “As exportações para mercados mais competitivos, como Japão e Coreia do Sul, provam que o nosso status sanitário diferenciado e a qualidade de nossos produtos trazem resultados efetivos, principalmente com a receita de nossas exportações. Todo o esforço dos produtores, setor público e iniciativa privada na busca da excelência sanitária está de fato gerando lucros”, ressalta Sopelsa.

A delegação da Coreia do Sul será composta de dois funcionários da Agência de Quarentena Animal e de Plantas e dois funcionários do Ministério de Segurança de Alimentos e Medicamentos. Na sexta-feira, 12, o grupo se reuniu com técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, em Brasília. Um novo encontro com o mesmo grupo será realizado na quarta-feira, 24. Pelo lado catarinense, técnicos da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) acompanharão as visitas e o corpo técnico da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca estará à disposição para esclarecimentos.

A vinda dos técnicos da Coreia do Sul e a confirmação de que o país asiático irá comprar carne suína catarinense foram informadas ao governador Raimundo Colombo em julho de 2016 pelas autoridades sul coreanas em Seul. “A missão internacional do governador Colombo à Coreia do Sul foi decisiva para que a abertura daquele mercado ganhasse um impulso”, lembra o secretário Virmond.

Na ocasião, os catarinenses retornaram com uma previsão de data para as inspeções em novembro daquele ano. A vinda foi suspensa por questões de política interna na Coreia do Sul. “O governo de Santa Catarina em parceria com a Embaixada do Brasil em Seul garantiu uma nova data para março deste ano”, diz Virmond. A agenda foi novamente cancelada devido à Operação Carne Fraca. “Santa Catarina agiu rápido para demonstrar a qualidade da sua produção e mantivemos acesso o interesse dos sul coreanos pelos nossos produtos. Agora vamos recebê-lo certos de que seremos bem avaliados”, concluiu Virmond. 









Últimas Notícias

Geral

Defesa Civil de Santa Catarina faz teste com radar meteorológico móvel em Florianópolis

Geral

Casan usa tecnologia limpa em obra de esgoto para proteger Aquífero dos Ingleses

Geral

Cerca de 200 agricultores sem terra continuam acampados na sede do Incra, em São José