Bem-vindo! Quinta, 25/05/2017.
Agora na TV 20:40h EZEL / 21:20h SHOW DA FÉ / + programas
Busca
Tempo em SC

Geral

COLUNISTAS

Ver todos
15/05/2017

Geral

Sul coreanos visitam frigoríficos de Santa Catarina

Sul coreanos visitam frigoríficos de Santa Catarina Imagem: Cidasc
Por Secom

A partir desta terça-feira, 16, técnicos da Coreia do Sul irão inspecionar unidades produtoras de carne suína em Santa Catarina. As visitas de inspeção estrangeiras marcam a última fase do processo de abertura do mercado sul coreano antes da exportação de carne suína catarinense para o país asiático.

Os sul coreanos visitarão frigoríficos e unidades de processamento de carne suína da Pamplona Alimentos, em Presidente Getúlio, na terça-feira; da BRF, em Campos Novos, na quarta-feira, 17; da Cooperativa Central Aurora Alimentos, em Chapecó, na quinta-feira, 18; e da Seara Alimentos; em Seara, na sexta-feira, 19. Segundo o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, a expectativa do Governo do Estado é muito positiva em relação às inspeções. “Estamos muito otimistas de que as unidades visitadas receberão a maior nota”, prevê Vimond.

O secretário Virmond acredita que o processo de abertura do mercado sul coreano seja concluído nos próximos meses com início das exportações ainda no segundo semestre deste ano. A Coreia do Sul é o quarto maior exportador de carne suína do mundo. “Isso pode representar um acréscimo de até 30% no volume de exportação de carne suína e derivados de Santa Catarina e, sem dúvida nenhuma, terá reflexos muito positivos em toda a cadeia produtiva catarinense”, prevê Virmond.

O status sanitário é o diferencial de Santa Catarina, de acordo com o secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa. “As exportações para mercados mais competitivos, como Japão e Coreia do Sul, provam que o nosso status sanitário diferenciado e a qualidade de nossos produtos trazem resultados efetivos, principalmente com a receita de nossas exportações. Todo o esforço dos produtores, setor público e iniciativa privada na busca da excelência sanitária está de fato gerando lucros”, ressalta Sopelsa.

A delegação da Coreia do Sul será composta de dois funcionários da Agência de Quarentena Animal e de Plantas e dois funcionários do Ministério de Segurança de Alimentos e Medicamentos. Na sexta-feira, 12, o grupo se reuniu com técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, em Brasília. Um novo encontro com o mesmo grupo será realizado na quarta-feira, 24. Pelo lado catarinense, técnicos da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) acompanharão as visitas e o corpo técnico da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca estará à disposição para esclarecimentos.

A vinda dos técnicos da Coreia do Sul e a confirmação de que o país asiático irá comprar carne suína catarinense foram informadas ao governador Raimundo Colombo em julho de 2016 pelas autoridades sul coreanas em Seul. “A missão internacional do governador Colombo à Coreia do Sul foi decisiva para que a abertura daquele mercado ganhasse um impulso”, lembra o secretário Virmond.

Na ocasião, os catarinenses retornaram com uma previsão de data para as inspeções em novembro daquele ano. A vinda foi suspensa por questões de política interna na Coreia do Sul. “O governo de Santa Catarina em parceria com a Embaixada do Brasil em Seul garantiu uma nova data para março deste ano”, diz Virmond. A agenda foi novamente cancelada devido à Operação Carne Fraca. “Santa Catarina agiu rápido para demonstrar a qualidade da sua produção e mantivemos acesso o interesse dos sul coreanos pelos nossos produtos. Agora vamos recebê-lo certos de que seremos bem avaliados”, concluiu Virmond. 









Últimas Notícias

Geral

Status sanitário diferenciado fez de SC o maior exportador de carne suína do país

Geral

Conheça as regras para adotar uma criança no Brasil

Geral

Depois de três dias sem água hoje o abastecimento deve voltar ao normal