Bem-vindo! Terça, 17/10/2017.
Agora na TV 22:30h MASTERCHEF PROFISSIONAIS / / + programas
Busca
Tempo em SC

Polícia

COLUNISTAS

Ver todos
14/09/2017

Polícia

Reitor da UFSC e outras seis pessoas são presas em operação da Polícia Federal

Reitor da UFSC e outras seis pessoas são presas em operação da Polícia Federal Imagem: Divulgação internet
Por Redação TV Catarina

O reitor da Universidade Federal de SC foi preso preventivamente pela polícia federal durante a operação "ouvidos moucos". Em coletiva à imprensa a polícia federal, junto a representantes do tribunal de contas da união, corregedoria geral da união e também da UFSC relataram os detalhes da ação.

Luís Carlos Cancellier de Olivo, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, foi uma das pessoas presas no início da manhã durante a operação da Policia Federal. Segundo a PF ele foi detido por tentar barrar a investigação interna que ocorria na UFSC. A ação desarticula uma organização criminosa que teria desviado dinheiro em cursos de Educação a Distância oferecidos pelo programa Universidade Aberta do Brasil da UFSC.

Ao todo foram cumpridos 7 mandados de prisão temporária, 16 de busca e apreensão e 5 de condução coercitiva. Desde 2011 Seriam cerca 40 milhões desviados na forma de bolsas direcionadas a centenas de pessoas sem vínculo com a universidade, além da contratação de serviços superfaturados.

As investigações da polícia federal começaram a partir dos relatórios da controladoria geral da união e do tribunal de contas da união. As irregularidades já vinham sendo identificadas pelo órgão e também pela Corregedoria-Geral da UFSC. Durante a coletiva de imprensa, na sede da PF, o pró-reitor da universidade, falou sobre a operação.

Esta etapa da operação foi realizada em Florianópolis, Itapema e Brasília no DF com cerca de 100 policiais federais. As investigações ainda estão em andamento.

Em nota a UFSC disse que foi tomada por absoluta surpresa com a condução do Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo. Disse que A Administração Central tinha conhecimento dos procedimentos de apuração, conduzidos pela Corregedoria-Geral da UFSC sobre supostas irregularidades ocorridas em projetos executados desde 2006, e que sempre foi mantida a postura de transparência e colaboração pra as devidas apurações e que aguarda mais informações da operação. 









Últimas Notícias

Polícia

PM recebe 15 novas viaturas para ampliar policiamento em São José e Florianópolis

Polícia

Polícia Civil decide por dispensa de licitação e contrata empresa para aplicar concurso público com 394 vagas

Polícia

Departamento Penitenciário Nacional libera recursos para aquisição de mais 400 tornozeleiras em SC