Bem-vindo! Quinta, 20/07/2017.
Agora na TV 11:00h JOGO ABERTO / 12:30h MEIO-DIA CATARINA / + programas
Busca
Tempo em SC

Saúde

COLUNISTAS

Ver todos
24/01/2017

Saúde

Divulgado 2º boletim de 2017 sobre a situação da dengue, zika e chikungunya em SC

Divulgado 2º boletim de 2017 sobre a situação da dengue, zika e chikungunya em SC Imagem: TV Catarina
Por Redação TV Catarina

O ano de 2017 recém começou e já traz preocupações quanto ao mosquito Aedes Aegypti. Já são 51 municípios considerados infestados. Por isso, ações devem ser intensificadas ao longo do ano para evitar a proliferação de doenças. Além disso, o estado acompanha os casos de febre amarela diagnósticos em quatro pessoas.

No segundo balanço do ano divulgado pela diretoria de vigilância epidemiológica do estado Santa Catarina já apresenta 182 casos suspeitos de dengue, 35 de febre Chikungunya e sete de Zika Virus. A região oeste do estado, continua sendo a área mais afetada e por isso deve receber atenção especial no combate ao Aedes Aegypti.

Ao longo de 2017 cerca de três milhões e 200 mil reais devem ser aplicados em ações estratégicas de combate ao Aedes Aegypti. O valor virá do governo federal e será repassado aos municípios em duas parcelas.

Além disso, o estado acompanha os casos de febre amarela. Depois que Minas Gerais registrou 31 mortes, São Paulo três e Espírito Santo uma. Santa Catarina também ficou em alerta para a doença. O estado já está disponibilizando 72 mil doses de vacinas contra febre amarela em todos os postos de saúde.

Aqui em Santa Catarina quatro casos suspeitos de febre amarela estão sendo investigados. Sendo que três revelaram viagem para minas gerais e um para o mato grosso. O ultimo caso da doença contraído dentro do estado foi registrado na região oeste em 1966. 









Últimas Notícias

Saúde

Saúde: cuidados com a depressão entre os jovens

Saúde

Vigilância Epidemiológica orienta como se prevenir contra as meningites

Saúde

Remédios voltam para as farmácias da capital