Bem-vindo! Quarta, 18/10/2017.
Agora na TV 22:30h CINE BAND / / + programas
Busca
Tempo em SC

Variedades

COLUNISTAS

Ver todos
15/03/2017

Variedades

MASC completa 68 anos com programação especial em março

MASC completa 68 anos com programação especial em março Foto: divulgação
Por Secom

O Museu de Arte de Santa Catarina (Masc) chega aos 68 anos no próximo dia 18 de março. Para comemorar a data, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do museu, está com uma programação especial durante todo o mês. O destaque fica por conta das duas edições do projeto Gerações Masc - Museu em Movimento, que terá como convidados o escritor Amilcar Neves, no dia 22; e o artista plástico José Maria Dias da Cruz, no dia 29.

“O Masc caminha para sete décadas de uma histórica atuação, como o grande catalisador da expressão artística e visual do Estado. A sua história até aqui é motivo de grande celebração, mas precisamos projetá-lo também para o horizonte do futuro, buscando sempre prestigiá-lo e garantir o seu papel de indiscutível relevância para a cultura catarinense”, avalia o presidente da FCC, Rodolfo Pinto da Luz.

A agenda festiva começou no dia 6 de março, com a semana Conexão Mulheres que segue até o dia 11 com atividades gratuitas especialmente voltadas ao público feminino como oficinas, exposições, exibição de filme, performances teatrais, dança, música e mesa de debates. A programação prevê, ainda, a mostra A Pele, de Albertina Prates, que abre o calendário de exposições do Museu em 2017 no dia 16 de março, às 19h.

Gerações Masc

O projeto Gerações Masc - Museu em Movimento teve sua primeira edição em março de 2015, dentro da programação do aniversário de 66 anos da instituição. Foi criado pelo Núcleo de Ação Educativa (NAE) do Museu com o objetivo de movimentar a produção artística que o acervo do Masc contém, por meio de exposições, debates, filmes, mediações, palestras realizadas por artistas, professores, alunos em defesa de TCC, críticos de arte e curadores.

Em março, serão realizadas a 20ª e 21ª edições do projeto: no dia 22, o escritor Amílcar Neves falará sobre a obra do artista Eduardo Dias; já no dia 29 é a vez de o artista José Maria Dias da Cruz traçar um panorama sobre a própria trajetória. Ambos os encontros ocorrerão no Masc, às 16h, com entrada gratuita.

Nestes dois anos, o projeto já contou com a participação de diversos artistas, escritores e pesquisadores, como Fernando Lindote, Clara Fernandes, Rodrigo Cunha, Loro de Lima, Grupo Nha-ú, Giovana Zimermann, entre outros. Ainda no primeiro semestre de 2017, já estão confirmadas as conversas com a pesquisadora Luciane Lemkhul, no dia 28 de abril, sobre o Grupo de Artistas Plásticos de Florianópolis (GAPF); e com a professora Sandra Ramalho, em maio, sobre o artista Carlos Asp.

Sobre o Masc

O Museu de Arte de Santa Catarina (Masc) foi criado pelo Decreto nº 433, de 18 de março de 1949, durante o governo Aderbal Ramos da Silva. Primeiramente batizado de Museu de Arte Moderna de Florianópolis (MAMF), passou a chamar-se Museu de Arte de Santa Catarina (Masc) somente em 1970. Com a antiga denominação foi instalado provisoriamente no pátio coberto do antigo Grupo Escolar Dias Velho - hoje Escola Básica Antonieta de Barros. De abril de 1952 a outubro de 1968, o MAMF ficou instalado na Casa de Santa Catarina, na Rua Tenente Silveira, em um prédio que deu lugar ao que atualmente abriga a Biblioteca Pública de Santa Catarina. De outubro de 1968 a janeiro de 1977, funcionou na Avenida Rio Branco, em uma casa que não mais existe. Em 1977, o museu foi transferido para a casa nº 120 da Rua Tenente Silveira, já demolida, onde ficou até 1979, quando foi transferido para o prédio da Alfândega. Em 1983, foi levado para sua atual localização, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

Ocupando um espaço de 1980 metros quadrados, o Masc abriga, atualmente, quase duas mil obras de artistas de todo o Brasil e do mundo, com destaque para os catarinenses. Em junho de 2011, foi finalizada a total revitalização do espaço. Desde então, voltou a sediar grandes exposições de artistas brasileiros e internacionais, como as mostras de Juarez Machado (2012), Eli Heil (2014), Joan Miró (2015) e Antoni Gaudí (2016). 









Últimas Notícias

Variedades

FCC promove pesquisa de satisfação com público dos museus Histórico de SC e Nacional do Mar

Variedades

Fundação Catarinense de Cultura abre inscrições para duas oficinas de fotografia

Variedades

CIC 8:30 recebe encontro do Quinteto de Metais Catarinense e convidados